sábado, 13 de setembro de 2008

"Um mundo melhor , você transformou..."

Por quanto tempo não estive aqui? Mas foi por culpa da falta de tempo, por estar com tantas coisas para pensar, para fazer, no corre-corre do Rio/Araruama, mas cá estou e prometo, que não pararei de atualizar, nem que seja pequenos textos. Sempre vão ser significativos. Irmão, última vez que estive escrevendo aqui foi no dia 4 de agosto e até o dia de hoje, completaram 1 mês e 9 dias.
Ontem foi um dia diferente dos outros, o dia em que fez 1 ano e 9 meses. Nesse meio tempo, quanta coisa mudou, consigo ver o quanto cresceu, o quanto cresce a cada dia e muitas das vezes me perco, me pergunto: "- Cadê meu bebê que media 54 cm?" "-Cadê meu pedaço de gente?" "-Cadê o meu bebê que sorria sem ao menos saber porque?" e por incrível que pareça, consigo responder todas a essas perguntas, porque consigo enxergar que a vida passa rápida e quando acordamos, estamos de frente ao tempo, em pessoas.
Hoje, você andando, crescendo, ás vezes comendo na mesa conosco, falando pequenas frases, pegando as manhas. Quando chega na padaria: "- Mãe, mãe, mãe! Pan, pan, pan!" quando quer pedir pão, quando quer mostrar a lua - "- Úa!Úa!" - e por outras muitas coisas que não deixam passar despercebidas. Você é tão grande que as pessoas perguntam"-Qual seu nome?" e você olha como quisesse falar e minha mãe responde " -Ele ainda não sabe, ele é novo." e a pessoa rebate "- Ah! É que ele é tão grande, achei que tivesse mais de 2 anos." Quase sempre, tampo os olhos e olho para trás, para lembrar de cada detalhe, de cada noite mal dormida, de cada noite não dormida, de casa sorriso seu, dos seus primeiros passos, as primeiras palavras.
E meu medo de não saber lhe dar muito bem com a saudade, a saudade que sinto de você, a saudade que quando estou longe, aperta o coração, aperta o peito, que esconde os dentes e não me deixam sorrir, como sorrio a sua presença. Você faz toda a diferença por aqui, meu amor. Vou conversar com a mamãe e fazer ela postar da próxima vez, assim você lerá daqui a um tempo, você aos olhos dela. Não largarei por aqui. Ah! Compramos já alguns presentes para você, para o dia das crianças, agora falta o resto. Quantos, né? rs
Colocarei aqui agora um texto que o nosso irmão Marcelo fez, colocou no perfil do orkut dele [orkut = site de relacionamentos], e aqui vou deixar registrado.

- Perfil do Orkut (Irmão) -

quem sou eu:

"Ele chegou a tão pouco tempo e já é a coisa mais importante de nossas vidas né mãe?
Tão carinhoso, cheiroso, gostoso...
Só Deus sabe o tamanho da saudade que sinto dele quando estou longe...
Dói no fundo do meu coração...
Mal chegou e já quer sair do colo, quer andar...
o mundo é dele...
Mal chegou e não quer mais sopa, quer arroz e feijão ...
o mundo é dele...
Mal chegou e não quer ficar em casa, quer ir pra rua...
o mundo é dele...
Mal chegou e apesar de receber esse tanto de carinho, já quer fazê-lo...
o Mundo é dele....
Não quer só ouvir....quer falar também....
o mundo é dele.
Vou fazer de tudo para que esse mundo, que já é seu, seja um pouquinho melhor!!!!!!!!
Marquin,
Te amo!!!!
Pra sempre!"

"Você transformou esse mundo em um melhor ..." (Marcella Bié)

Um comentário:

Wânia disse...

O nascimento de seu irmão não foi só um presente para sua mãe já coroa, considero-me privilegiada pelas graças de DEUS, mas percebo que foi um tesouro para todos nós,nossa família.Mesmo vendo vcs paparicarem Gabriel noite e dia, me emociono quandro entro aqui.